Operário morre vítima de choque elétrico em armazém de sal em Mossoró.

O Câmera

sal

A ocorrência foi registrada por volta de 12h30min nesta tarde de domingo 11 de agosto de 2019, em um armazém de sal, localizado as margens da BR 304 sentido Fortaleza, próximo ao Café Santa Clara em Mossoró região Oeste do Rio Grande do Norte.

Informações repassadas pelo Polícia Militar, que foi acionada para isolar o local, Iderlan da Silva Santos de 24 anos de idade, fazia manutenção e limpeza de máquinas na empresa de beneficiamento de sal, onde trabalhava há 8 anos, quando sofreu uma descarga elétrica e morreu na hora.

Uma ambulância de suporte avançado (Alfa) do Samu ainda foi ao local, mas nada pode fazer em favor da vítima que já estava em óbito. O delegado de plantão bacharel Roberto Moura e a equipe do ITEP foram acionados para procedimentos no local do acidente.

Após os procedimentos de perícia o corpo do operário foi removido e encaminhado para o Instituto de Medicina Legal do Itep para ser necropsiado. O delegado Roberto Moura vai aguardar o laudo de exame cadavérico para que possa fazer um relatório e encaminhar a Segunda Delegacia de Polícia, que vai investigar as causas da morte do operário.

mortenosal

 

11/08/2019

Postado às 16:19

5 comentários

Comentários

Popular
Graças a reforma trabalhista não vai dá nada nisso nem pro dono da empresa os trabalhadores vão morrer na mão dos ricos empresarial que sugar até a morte e lamentável a empresa aí e a SAL GARÇO.
Edson
Lamentável, e vejam que isso aconteceu em uma empresa séria. Se o ministério do trabalho fosse ali em grossos e vistoriassem as condições em que os funcionários trabalham todos os dias, os tipos de maquinário, o estado em que se encontram, podem ter certeza, que de dez empresas vistoriadas 08 fechariam as portas.
Jose
Mais acontece meu caro amigo que nessas empresas principalmente as salineiras compra os sindicatos o ministério vai lá fala com sindicatos eles fala que tá tudo em ordem.
Anônimo
Emfelismente o trabalhador brasileiro se expõe a esse tipo de trabalho análogo a escravidão, sabe o que vai acontecer com os responsáveis resposta =nada esse é o Brasil.
Francisco Rafa…
Um DR evitaria essa morte, equipamento barato devia ser obrigatório , salvariam muitas vidas

Comentar