publicidade

Mossoró, 13 de Dezembro de 2017

Ex-Governadora Vilma de Faria morre em Natal aos 72 anos

16 de Junho de 2017

Postado às, 08h44min

Wilma de Faria morreu na noite de quinta (15) (Foto: Elpídio Junior/CMN)

 

A ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria morreu, aos 72 anos, em Natal na noite desta quinta (15). Wilma de Faria cumpria mandato de vereadora da capital potiguar na atual legislatura, mas estava afastada das funções desde o dia 18 de abril para tratamento de um câncer.

 

Wilma vinha convivendo com câncer no sistema digestivo há mais de dois anos, quando passou por tratamentos quimioterápicos e algumas cirurgias em São Paulo e Natal. Estava desde o dia 3 de junho na Casa de Saúde São Lucas, onde permaneceu até agora quando veio a óbito por falência múltipla de órgãos.

 

O velório acontece a partir das 9h na Catedral Metropolitana de Natal. O sepultamento será no Morada da Paz, em Emaus, às 20h.

 

Trajetória política

 

Wilma de Faria era professora e começou a carreira na política em 1986 quando foi eleita deputada federal. Em 1988,foi eleita prefeita de Natal. Voltou a ser eleita prefeita da capital em 1996 e reeleita em 2000.

 

Em abril de 2002, Wilma renunciou à prefeitura para disputar o governo do estado e foi eleita, se tornando a primeira mulher a comandar o governo do Rio Grande do Norte. Ela foi reeleita governadora em 2006.

 

Wilma ainda se candidatou ao senado em 2010, mas não venceu. Em 2012 saiu candidata a vice-prefeita na chapa de Carlos Eduardo. A chapa foi eleita e ela cumpriu o mandato.

 

Em 2014, voltou a tentar uma vaga no senado, mas foi derrotada por Fátima Bezerra. Em 2016, ela deixou o PSB, assumiu a presidência do PTdoB e se candidatou a vereadora de Natal.

 

DO G1RN

Envie seu comentário:

Digite o código pra enviar seu comentário:

Obs: Coloque da mesma forma como está na imagem respeitando se for maiúsculo ou minúsculo.

Comentários:

Cardoso Véras
16/06/2017 - 10:16 hs

Em 2008 a Sra e finada Wilma teve a 1ª oportunidade de fazer com que o estado do RN, corrigisse os seus erros históricos quando, sem nenhum pudor e prevaricando, aceitou um parecer de Tatiana Mendes Cunha e não aceitou um pedido de reconsideração, formulado por mim, orientado pelo digno corregedor do Estado que na época já havia me orientado do meu não duvidável direito. Doutor Adalberto Targino, homem como poucos disse à mim naquele dia: - "Sua luta é justa, é direito seu e não desista nunca". Por não ter aproveitado a oportunidade de nos reintegrar aos quadro efetivo da PMRN, lamento, não por ter algum apreço mas sim, porque ela não verá a nossa vitória. Hoje Robinson tem essa mesma oportunidade com Rosalba já teve nos seus governos. Lamento como disse mas continuarei lutando até que não reste mais nenhum dos nossos inimigos vivos. Enquanto existir um PMRN, excluído de forma ilegal e imoral dos quadros efetivo, haverá uma oportunidade de vitória. Falo por mim ou como diz os nossos advogados "penso assim" Tenho os meus planos apos a minha vitória mas, também já tenho a inscrição da minha lápide porque se tiver que morrer por meu objetivo, morrerei! Essa é a minha missão.

Severino Pereira dos Santos
08/10/2017 - 10:54 hs

Wilma de Faria Maia,a mais vanguardista,autêntica e corajosa liderança politica do RN.Merece a nossa admiração,pois nunca abandonou um amigo verdadeiro,principalmente os mais pobres.Jamais posou de falso moralismo ou de bobo popular.Por isso,sr.Cardoso Veras duvido que ela tenha lhe negado algum ato de justiça,especialmente se orientada pelo seu amigo Dr.Adalberto TArgino,Procurador Corregedor Geral do Estado,que ela admirava muito ao ponto de convidà-lo para ser Procurador Geral e Secretário de Segurança ,que ele não quis,segundo diz dr.Valério Marinho.

Copyright © 2011 Blog Fim da linha. Todos os direitos reservados

Topo