publicidade

Mossoró, 24 de Janeiro de 2018

5° Homicídio em Mossoró 2018: Jovem de 21 anos é executada a tiros dentro de casa no Parque das Rosas

12 de Janeiro de 2018

Postado às, 00h28min

 

A cidade de Mossoró, na região Oeste do RN, registrou no final da noite desta quinta feira, 11 de janeiro de 2018, mais uma morte violenta provocada por disparos de arma de fogo, o primeiro assassinato de mulher do ano.

O crime ocorreu por volta das 23h45min, dentro de uma residência, localizada na Rua José Negócio de Almeida, no Conjunto Parque das Rosas, região do Santa Delmira.

Amanda Luana dos Santos, 21 anos de idade, foi executada com três tiros na cabeça dentro do quarto da casa onde morava com a mãe e um filho menor de idade.

Segundo a perícia, o criminoso teve acesso a casa da vítima possivelmente pela residência vizinha, uma vez que foi encontrado na parte externa do muro, um chaveiro com várias chaves e uma delas abriu o portão da casa vizinha.

A jovem estava deitada na cama, quando recebeu os disparos na cabeça e morreu na hora. O delegado de plantão Dr. Roberto Moura esteve com sua equipe no local, fazendo os primeiros levantamentos do crime. Dois celulares que estavam em cima da cama ao lado do corpo, foram recolhidos e farão parte da investigação do assassinato.

Falando aos jornalistas no local do crime, o Dr. Roberto Moura disse que a polícia encontrou algumas evidências e vestígios, que ajudarão na elucidação do caso. "Tudo será encaminhado a DHPP que dará sequência na investigação do crime, concluiu o o delegado".

Após os procedimentos realizados pela equipe do ITEP e da Polícia Civil, o corpo da jovem Amanda Luana dos Santos, foi recolhido pelo rabecão e encaminhado ao setor de medicina legal para ser necropsiado.

Com mais um homicídio registrado em Mossoró, a cidade passa a contabilizar cinco assassinatos neste ano de 2018 e o primeiro crime contra a vida de uma mulher. 

Cerca elétrica foi danificada

Envie seu comentário:

Digite o código pra enviar seu comentário:

Obs: Coloque da mesma forma como está na imagem respeitando se for maiúsculo ou minúsculo.

Comentários:

Aurelio
12/01/2018 - 09:28 hs

Bom dia a todos! Podem procurar ex-marido, ex-namorado. Esse tipo de marmota quase sempre tem relação com isso. A maioria dos caras não aceitam quando a mulher dá um pé na bunda.

João Verdade
12/01/2018 - 10:08 hs

Caros colegas, triste situação, mas não faz sentido ficar alimentando essa ideologia de divisão da sociedade. Conforme descrito na reportagem, ...o primeiro feminicídio do ano (VI - contra a mulher por razões da condição de sexo feminino). Provavelmente a vítima não foi morta por ser mulher, mas sim por outros motivos que a competente equipe de investigação irá apurar. Com certeza o (os) assassino (os) merecem serem presos e pagar conforme a lei, que diga-se de passagem, é muito boa para bandido. Mas não faz sentido ficar utilizando essa lei idiota para aumentar o conflito já existente na sociedade, criado por um desgoverno comunista de destruição. Inclusive já está em avaliação na Comissão de Direitos Humanos (CDH) e Legislação Participativa do Senado Federal, uma proposta para anular essa lei bizarra. Afinal de contas, ninguém mata uma mulher simplesmente por ela ser mulher. Praticamente todos os casos de mortes de mulheres são tratadas como feminicídio, seja assalto, bala perdida, atropelamento, ... Faz até medo durante uma ação policial um policial trocar tiro com uma mulher e depois esse ser autuado por feminicídio. Tenho certeza que a criação dessa lei bizarra e nada contribuiu para aumentar a segurança das mulheres, e vocês mulheres, não deixem serem usadas por esses falsos grupos de defensores das mulheres, pois na verdade defendem uma idelologia maldita e perversa de um grupo político.

Anônimo
12/01/2018 - 11:23 hs

Caralho, tão nova. Aurélio, tens razão, e basta uma investigação para pegar o caboclo.

Anonimo
12/01/2018 - 19:33 hs

Esse caso foi sim de feminicídio, o comentario de baixo não sabe o que diz, Mulheres morrem todos os dias pela covardia de seres que nem deveriam ser considerados humanos.

John
13/01/2018 - 10:51 hs

Bela análise, João Verdade. Não se pode falar com propriedade se é feminicídio ou não até a conclusão das investigações e apreensão do suspeito.

Anonimo
14/01/2018 - 18:36 hs

Todo e qualquer caso de violência contra mulher se encaixa na descrição de Ferminicidio sim.

João Verdade
14/01/2018 - 22:55 hs

Algumas pessoas são manipuladas por serem inocentes, outras por preferirem serem burras mesmos. Se todo e qualquer caso de violência contra mulher se encaixa na descrição de Ferminicidio. Então todo e qualquer caso de violência contra um LGBT é LGBTfobia. Todo e qualquer caso de violência contra um negro é crime de Racismo. Toda e qualquer violência contra um gordo é crime de gordofobia. Mas... toda e qualquer violência contra um homem, hetero e branco, será um crime qualquer.

João Verdade
14/01/2018 - 23:01 hs

Algumas pessoas são manipuladas por serem inocentes, outras por preferirem serem burras mesmos. Se todo e qualquer caso de violência contra mulher se encaixa na descrição de Ferminicidio. Então todo e qualquer caso de violência contra um LGBT é LGBTfobia. Todo e qualquer caso de violência contra um negro é crime de Racismo. Toda e qualquer violência contra um gordo é crime de gordofobia. Mas... toda e qualquer violência contra um homem, hetero e branco, será um crime qualquer.

João Verdade
15/01/2018 - 00:31 hs

´Parece' que parte da minha mensagem foi censurada, não entendi o motivo, pois vejo muitos comentários agressivos, com palavrões e/ou ameaças de morte sendo publicados, enquanto os meus comentários são apenas informativos

Anônimo
15/01/2018 - 07:27 hs

Olha aí, rapaz, João Verdade compartilhando todo seu desconhecimento de direito penal, constitucional e sua opinião política impregnada de ódio e desconhecimento da realidade. Hoje, qualquer mané com acesso à internet se acha um jurista, um doutor em filosofia, ou dono da qualquer verdade.

luciano
15/01/2018 - 14:34 hs

o comentário desse anônimo é tão sem conhecimento que ele ou ela não tem coragem de se identificar;no mínimo é um esquerdista militante do PT,que não tem coragem para bater de frente e argumentos para debater olho a olho.São todos um bando de covarde!

João Verdade
15/01/2018 - 23:47 hs

Verdade Luciano, esse (a) Anônimo deve-se ser um militante petista. Ninguém quer ser doutor em direitos, apenas não escolhe ser manipulado e conduzido pelo cabresto. Sempre a mesma coisa, acuse os outros do que você é. Disseminam a cultura da divisão e do ódio, mas acuso os outros dar opinião impregnada de ódio. Faltou apenas a frase mais marcante e mediocre dos esquerdistas doentes (fascistas, racistas, machistas, não passarão). Aproveito para convidar todos para assistir o vídeo clicando no link abaixo, com a nossa futura candidata da governadora do RN. https://www.youtube.com/watch?v=Z6dqpnbuJHw

Anônimo
16/01/2018 - 08:13 hs

Ô João Verdade disfarçado de Luciano, não perco tempo degladiando igual um idiota por política A ou B, pra mim isso é coisa de trouxa que não percebe quão profundo é a problemática desse país. Vai estudar e se informar antes de sair por aí abrindo a boca para falar asneira contra as políticas à favor das mulheres, seu matuto machista.

Copyright © 2011 Blog Fim da linha. Todos os direitos reservados

Topo