Acusado de homicídio, paraibano assassinado na zona rural de Mossoró, era foragido da justiça desde 2018

capa

O paraibano de João Pessoa, Wellington Gomes de Silva de 34 anos assassinado na noite de sábado (04) na Comunidade rural da Barrinha em Mossoró, era considerado foragido da justiça da Comarca de Bayeux no estado da Paraíba. Ele teve o mandado de prisão preventiva, expedido pelo juiz da 1ª Vara Criminal daquela comarca Dr. Antônio Maroja Limeira Filho no dia 21 de maio de 2018.

O crime a ele atribuído pela investigação da Polícia Civil era de homicídio qualificado (artigo 121 § 2º incisos II e IV) Wellington Gomes teria matado uma pessoa na cidade de Bayeux e após o crime fugiu para Mossoró no Rio Grande do Norte, passando a morar sozinho em uma casa de Vila na Comunidade da Barrinha na zona rural do município.

Síntese da Decisão da justiça da Paraíba: DIANTE DO EXPOSTO, COM BASE NOS ART. 311 E SEGUINTES DO CPP, VISANDO GARANTIR A ORDEM PÚBLICA E ASSEGURAR A LEI PENAL. DECRETO A PRISÃO PREVENTIVA DO INVESTIGADO WELLINGTON GOMES DA SILVA, DEVIDAMENTE QUALIFICADO NOS AUTOS. EXPEÇA O COMPETENTE MANDADO DE PRISÃO.

06/09/2021

Postado às 07:50

Nenhum comentário - Comentar

Comentar