Corpo de motorista de aplicativo morto após ser sequestrado é liberado para sepultamento após 11 dias no Itep

uber

Depois de 11 dias de aflição, finalmente a família do motorista de Uber, Alex Moura de Oliveiria, conseguiu enterrar o seu corpo. O Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP) unidade de Mossoró, liberou na tarde desta quinta feira 31 de novembro, o cadáver, depois de passar onze dias na unidade do órgão em Natal para exames complementares.

Alex Moura de Oliveira, tinha 30 anos de idade e foi retirado a força de dentro de sua casa, na madrugada do último dia 15 no conjunto Odete Rosado em Mossoró. O motorista, que não era fichado na polícia, foi levado por homens armados e encapuzados que invadiram sua casa.

No dia 18 o carro dele também levado pelos criminosos, foi encontrado carbonizado em uma região de mata na comunidade de Passagem de Pedras, zona rural de Mossoró. Já no dia 20, cinco dias depois do rapto, Alex Moura foi encontrado morto com o corpo em avançado estado de putrefação,na mesma região onde o carro foi localizado.

Na tarde de quinta feira (31) os familiares do motorista foram ao ITEP, onde receberam a notícia que o corpo estava liberado para ser enterrado. Uma funerária contratada pela família, levou o corpo em uma caixão direto para o cemitério onde foi sepultado. Nos exames complementares realizados no Itep em Natal foram detectadas perfurações no corpo provocadas por disparos de arma de fogo.

O Itep deverá encaminhar na semana que vem, o laudo de exame cadavérico para a Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR), que por enquanto é a responsável pela investigação do caso, que está sendo tratado como latrocínio (roubo seguido de morte), já que segundo a polícia,houve subtração de bens da vítima.

uber

01/11/2019

Postado às 09:19