Júri Popular absolve réu julgado por homicídio e tentativa de homicídio em Mossoró

capa

Francisco José Andrade da Silva, conhecido por “Antico”, de 57 anos, foi absolvido da acusação de homicídio e de tentativa de homicídio, em julgamento pelo Tribunal do Júri Popular de Mossoró, ocorrido nesta quinta feira 12 de agosto de 2021, no Fórum Dr. Silveira Martins.

O réu foi julgado pelo assassinato de Márcio das Chagas Prestes e pelo atentado contra Elaine Cristina Alves, crimes ocorridos em outubro de 2020, no Bairro Santo Antônio em Mossoró. O Ministério Público do Rio Grande do Norte, representado pelo promotor público Eduardo Medeiros Cavalcante,  pediu a condenação do réu, alegando que o crime foi praticado por motivo torpe, haja visto que a intenção de Francisco era matar Elaine e seu bebê, pelo simples fato de se ressentir dela por tê-lo afastado de Márcio das Chagas, pois os dois eram muito amigos.

A defesa do réu representada pelo advogado Jerônimo Azevedo Bolão Neto, levantou a tese de legítima defesa e disse que o acusado jamais teve a intenção de matar o amigo e sua esposa. O advogado ainda chegou a pedir a condenação do seu cliente, mas apenas por homicídio culposo, alegando que não houve, em momento algum, a intenção de matar a vítima.

O Corpo de jurados, formado por sete membros representantes da sociedade Mossoroense, após analisar as teses da defesa e da acusação, decidiu pela absolvição de Francisco José por ambos os crimes, acatando a tese de legítima defesa.

12/08/2021

Postado às 20:36

Nenhum comentário - Comentar

Comentar