Juri popular condenado Diego de Boneca a 16 anos de prisão por homicídio em Mossoró

tj

O Tribunal do Juri Popular de Mossoró, condenou nesta sexta feira 29 de novembro de 2019, o réu Francisco de Assis Diego da Silva, conhecido como "Diego de Boneca", 28 anos, acusado do assassinato de Gersony Gonzaga de Assis, na época com 35 anos de idade, crime ocorrido no dia 6 de dezembro de 2015 no Bairro Barrocas em Mossoró.

A vítima que morava em Areia Branca, foi encontrada morta com as mãos amarradas para trás e com várias perfurações de tiros pelo corpo, na Rua Marechal Deodora entre a Barragem de Baixo e a Unidade Básica de saúde no Bairro Barrocas em Mossoró RN.

O Julgamento aconteceu na manhã de ontem (39) no Forum Desembargador Silveira Martins no bairro Costa e Silva, sede do poder judiciário. Na acusação esteve atuando o promotor de justiça Dr. Armando Lúcio Ribeiro, enquanto que os interesses do réu foram defendidos pelo Defensor Público, Dr. Diego Melo da Fonseca, nomeado pelo estado

Após ouvir as explanações em plenário proferidas pela defesa e a acusação, os sete membros do corpo de Jurados, decidiu por condenar o réu, acatando a tese defendida pelo Ministério Público. Após a votação na sala secreta, o juiz presidente do Tribunal do Juri Popular, Dr. Vagnos Kelly de Figueiredo leu a sentença imposta ao réu Diego de Boneca, condenado a 16 anos de prisão em regime fechado.

Diego de Boneca deverá em breve voltar a sentar no banco dos réus, por outros processos de homicídios a que ele responde na comarca de Mossoró.

tj

30/11/2019

Postado às 09:28