Juri Popular: Dupla julgada por homicídio em Mossoró é condenada a 28 anos de prisão no fechado

Diego pontes e Paulo Vitor condenado a 28 anos

O Tribunal do Juri Popular de Mossoró, julgou nesta terça feira 26 de julho de 2022, dois réus acusados de um crime de homicídio na cidade de Mossoró no Rio Grande do Norte. Diego de Souza Pontes e Paulo Vitor Cortez de Oliveira foram julgados pelo assassinato de Gersony Gonzaga de Assis, crime ocorrido na madrugada do dia 6 de dezembro de 2015, na rua Rua Marechal Deodoro, próxima a Unidade Basica de Saúde (UBS) no bairro Barrocas, em Mossoró.

Os dois foram denunciados pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, por homicídio dupamente quelificado sem oferecer qualquer chance de defesa da vítima, que antes de ser executado, teve as mão e os pés amarados. Gersony Gonzaga era residente em Areia Branca e teria vindo ao bairro Barrocas resolver problemas pessoais, mas acabou sendo assassinado a tiros.

Os sete jurados, após ouvirem atentamento os debates promovidos pelo promotor de justiça, Armando Lúcio da acusação e dos adogados, Ricardo Luiz da Costa e Sergimar Francisco, da defesa, votaram pela condenação dos réus. O juiz Vagnos Kelly de Medeiros, presidente do TJP proferiu a decisão dos jurados e a dosimetria da pena. Diego Souza  foi condenado a 16 anos e Paulo Victor a 12 anos de prisão em regime fechado

Gersony assassinado no bairro Barrocas

27/07/2022
Postado às 08:15

Deixe o seu comentário!