Mais quatro acusados de matarem a comerciante Lôba da Cobal sentam no banco dos réus nesta terça feira em Mossoró.

juri

O Tribunal do Júri Popular de Mossoró, julga nesta terça feira 09 de julho de 2019 quatro réus, acusados de participação no assassinato da comerciante Claudete Benício de Sousa, a " Loba da Cobal", crime ocorrido no início da manhã do dia 3 de dezembro de 2016 próximo a Cobal onde a vítima trabalhava. Claudete Benício, chegava para trabalhar, quando foi assassinada a tiros.

Segundo consta nos autos do inquérito policial conduzido pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a Lôba da Cobal foi morta por um grupo de oito criminosos, dos quais dois já foram julgados e condenados. Johnatan Maxsuel de Sousa, condenado a 38 anos e 11 meses de prisão e Thayron de Morais Silva condenado e setenciado a 24 anos e 10 meses de prisão.loba

Nesta terça feira, mais quatro acusados do crime sentarão no banco dos réus, são eles: Moisés Morais de Góis, Maycon Douglas de Lima Silva, Oscar Martins de Aquino Junior Lutcemberg Fausto Silva. Os quatro também serão julgados por tentativa de homicídios, contra o sobrinho da Lôba conhecido com o Pelzinho, assassinado anos depois.

Outros dois acusados de participação no assassinato da comerciante, Bruno Boneca e Rodrigo Silva não entraram nesta pauta de julgamento do Tribunal do Juri Popular.

Os interesses dos réus serão defendidos pelos advogados Alexandre Bruno Mendes Correia, Jerônimo de Azavado B. Neto, Fabrício Santos da Silva, Ricardo Luiz da Costa e Wellington Pinto Diógenes. Na acusação atuará o promotor de justiça Dr. Ítalo Moreira Martins. 

Os trabalhos serão presididos pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros. Os destinos dos réus estarão nas mãos do Corpo de jurados, composto por sete membros da sociedade mossoroense. O julgamento terá início as 08h30min no Fórum Silveira Martins, localizado no Bairro Costa e Silva.

juri1

09/07/2019

Postado às 07:59