Rei do Crime é condenado a 18 anos de prisão por homicídio em Mossoró no Oeste Potiguar.

reidocrime

Diego Caio da Costa Souza, o "Rei do Crime" foi julgado pelo Tribunal do Juri Popular de Mossoró nesta terça feira 10 de setembro, acusado de um crime de homicídio cometido contra Marcos Roberto da Silva, no dia 1º de Agosto de 2014 na Vila de Joaquim, localizada na Avenida Alberto Maranhão no Bairro Barrocas em Mossoró, região Oeste Potiguar.

Segundo consta na denúncia do MPRN, a vítima Marcos Roberto se preparava para sair de casa em uma moto, quando foi surpreendido pelo Rei do Crime, que se aproximou dele e de arma em punho efetuou vários disparos de arma de fogo em sua direção. A vítima foi atingida com vários tiros e morreu no local.

Após observar atentamente aos debates entre acusação e defesa,durante o julgamento, o Conselho de Sentença decidiu por condenar o Rei do Crime. O juiz presidente do TJP, Dr. Vagnos Kelly de Figueiredo, prolatou a sentença de 18 anos de prisão em regime fechado.

Esteve atuando na acusação, o representante do Ministério Público do RN, o promotor de justiça Dr. Armando Lúcio Ribeiro. Na defesa do réu atuou a defensora pública,  Hissa Cristhiany Gurgel da Nóbrega Pereira. Já na presidência dos trabalhos, o juiz Vagnos Kelly de Figueiredo.

O Corpo de Jurados formado por sete membros da sociedade mossoroense. Após o julgamento, o condenado Rei do Crime, foi recambiado pela Escolta Penal, para o presidio de Alcaçuz onde já estava preso aguardando o julgamento.

10/09/2019

Postado às 15:00

5 comentários

Comentários

Cuca Beludo
O dedo do bandido só é mole, porque a lei é fraca.
Anônimo
Pena merecida parabéns as pessoas envolvidas no julgamento deste crápula.
Manuel Ferreir…
Só 18 anos pra quem se julga o rei do crime. Me desculpe mais VCS tem q tomar no C... mesmo,e sair cantando como galinha. ...bobos.
Pedro Teixeira
Deveriam ter absolvido esse marginal e o colocado nas ruas daqui de Mossoro, que não durava quinze dias pra virar o "rei dos fantasmas"... ..
50anos
50 ano nessa igua era pouco pra mofa na cadeia

Comentar