Sindicato dos policiais penais do RN emite nota de repúdio contra advogado em Mossoró

O Sindicato dos Policiais Penais do Rio Grande do Norte (Sindppen-RN) tomou conhecimento e repudia, veementemente, a atitude de um advogado, registrada nessa sexta-feira, 13, no Complexo Penal Estadual e Agrícola Dr. Mário Negócio, em Mossoró. Com comportamento desrespeitoso, o advogado tentou desestabilizar o Sistema Prisional e, pior, proferiu ofensas aos policiais penais daquela unidade.

Em nome de todos os PPs do Rio Grande do Norte, o Sindppen-RN se solidariza aos colegas da Mário Negócio, em especial do CPEAMN Feminino, onde o referido advogado tentou impor um atendimento médico a uma apenada, tentando passar por cima dos procedimentos operacionais realizados em todas as unidades prisionais. Ao não conseguir que sua vontade fosse imposta em detrimento das regras e da ordem, o advogado então utilizou as redes sociais para continuar atacando os policiais penais e o Sistema Penitenciário, chegando a acusar a unidade de ser uma “máquina de violações de direitos básicos” e chamar a diretora da CPEAMN Feminino de “mini ditadora”, inclusive, fazendo referência ao uso de bebida alcoólica através de uma foto.

O Sindppen-RN afirma que é inadmissível que os policiais penais, que trabalham 24 horas colocando a vida em risco em prol da sociedade, sejam desrespeitados e desacatados no exercício de suas atribuições legais. Além disso, o sindicato repudia duramente as ofensas contra a diretora da unidade, que é uma profissional gigante, com grande histórico de serviços prestados ao Estado.

Esperamos que a OAB-RN, entidade séria e composta por grandes profissionais, também não compactue com esse tipo de atitude, pois, ao fazer essas declarações, o advogado em questão mostrou não ter o preparo adequado para exercer tão nobre função, que tem como uma de suas premissas a ética profissional. Além disso, demonstrou ser totalmente desconhecedor do trabalho realizado pelos policiais penais.

Vale ressaltar, que a apenada cliente do advogado recebeu o atendimento de saúde necessário, seguindo todos os protocolos da unidade, não havendo então necessidade de tamanho alarde e desrespeito por parte do advogado. O Sindppen-RN espera que ele possa rever sua postura e reconhecer seu erro, principalmente, retratando-se das ofensas contra os policiais penais. Tentar desestabilizar a ordem, o controle e a rotina do Sistema Prisional potiguar em busca de fama nas redes sociais não é uma atitude digna da advocacia.

Por fim, o Sindppen-RN reitera que os policiais penais respeitam a advocacia, pois, inclusive, muitos são formados em direito. Dessa forma, os advogados também precisam respeitar a profissão policial penal, pois todos somos parte de uma engrenagem social de justiça e cidadania.

Sindppen-RN
14/05/2022
Postado às 15:27

Comentários:

  1. FORA BOLSONARO disse:

    UM AI AI AI DESSES E PQ NÃO DIZ O NOME DO ADVOGADO ???

  2. Cardoso Veras disse:

    Seguinte: desconheço o inteiro teor desse caso, entretanto, quando o sistema prisional foi usado contra mim em 2018, pelo juiz que se sentiu ameaçando por um vídeo que fiz, fui algumas vezes lá tratar do assunto. Numa delas o diretor na época foi desrespeitoso quando lhe explicava um ato errado deles, perguntando inclusive, se Eu era professor. Assim, como Deus é justo e a paga sempre vem, tai.

  3. Maria disse:

    Qual foi o advogado?

Deixe o seu comentário!