Vereadora de Natal RN, detida pela Polícia Militar, sob suspeita de embriagues ao volante emite nota e esclarece situação

capa

A vereadora de Natal RN, Margarete Régia (PROS), detida pela Polícia Militar na noite de quarta feira, 12 de maio após ser parada e que segundo a PM, por estar dirigindo de maneira imprudente, emitiu, através de sua assessoria, nesta quinta feira (13)  uma nota oficial  para esclarecer toda a situação. Leia a nota na íntegra:

NOTA À POPULAÇÃO

Diante dos fatos noticiados pela imprensa desde a noite de ontem, é fundamental que a verdade seja apresentada e todos os fatos esclarecidos. Em razão da necessidade de realização de um procedimento odontológico, pedi licença das funções na Câmara Municipal durante dois dias: terça e quarta-feira. Na tarde da quarta, ainda medicada, estive na casa da minha filha. Ao sair do local, passando pela Av. Dr. João Medeiros Filho, fui abordada por uma viatura da Polícia Militar.

Os policiais desceram todos fortemente armados, aos gritos e de armas em punho, e pediram para que eu descesse do carro. Em decorrência do nervosismo, fiquei em estado de choque e demorei a entender a situação. NÃO estava ocorrendo blitz, NÃO houve pedido de uso do bafômetro e NÃO era uma viatura da polícia de trânsito, mas sim, uma guarnição da Rocam. Durante a abordagem, não pude nem me abrigar embaixo de uma árvore enquanto chovia torrencialmente e ainda ouvi de um policial que ele chamaria a imprensa.

Sem entender, fui conduzida para a delegacia plantão da Zona Norte e pude explicar todos os fatos ao delegado, que me compreendeu totalmente e me liberou após depoimento. Hoje pela manhã, a Polícia divulgou nova versão sobre os fatos confirmando o que havia informado: NÃO estava ocorrendo blitz e NÃO houve pedido de uso do bafômetro.

Agradeço as manifestações de solidariedade que venho recebendo e reitero meu respeito as autoridades policiais e minha integral disposição para os esclarecimentos que se façam necessários.

Vereadora Margarete Régia

13/05/2021

Postado às 22:02