Montador de móveis acusado de homicidio senta no banco dos réus em Mossoró no Oeste Potiguar

O montador de móveis, Diego Maradona Sousa Soares, conhecido como “Diego da Vila”, de 32 anos está sendo julgado nesta segunda feira 18 de julho de 2022, pelo assassinato de Jackson Maycon Alves da Silva e pela tentativa de homicídio contra Edinaldo Rocha de Andrade, crime ocorridos no dia 23 de junho de 2013, por volta das 15h30, na Rua Marechal Hermes, no  bairro Bom Jardim, em Mossoró, no Oeste Potiguar.

Segundo consta nos autos do inquérito instaurado pela Delegacia de Homicídios, no qual se baseou a denúncia do MPRN, que no dia do crime, as vítimas, Edinaldo Rocha e Jackson Maycon ocupavam um carro trafegando em via pública, quando foram surpreendidos pelo réu Diego Maradona que se aproximou e efetuou vários disparos de arma de fogo contra os dois.

As vítimas foram atingidas pelos disparos e ambas foram socorridas para o Hospital Regional Tarcísio Maia, no entanto, Jackson Maycon não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no hospital, três dias depois de ser baleado. O crime segundo a investigação da Polícia Civil teria sido por motivos de vingança, pois Edinaldo já teria tentado matar Diego Maradona.

O júri popular começou por volta das 09h00min no Forum Municipal Silveira Martins e está sendo presidido pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros. Na acusação, representando o Ministério Público do Rio Grande do Norte, está atuando o promotor de justiça Armando Lúcio Ribeiro. Os interesses do réu está estão a cargo do advogado Thomas Blackstone de Medeiros.

18/07/2022
Postado às 13:10

Deixe o seu comentário!